Sexta-feira, 30 de Maio de 2014

Lugar agradável

 

 

 

Lugar agradável aqui, café, amigos.

As mais loucas novas e velhas ponderações.

Assim são as coisas boas da vida... 

Simples, compartilhadas e inesperadas.

Fiquem à vontade.

Escolham um lugar confortável. 

Peguem uma xícara de café e vamos

Aproveitar nossos dois dedos de prosa

Eu sou assim, metade anjo metade homem, 

Metade sonho e a outra metade realidade

O que poderia eu ser além de sonhos?

Não me peça pra mudar... 

Sou sensibilidade, poesia em conversa ou em reverso. 

Sou esse orbe de pieguice literária. 

Sou a falta de ignomínia de dizer quem sou. 

Não penso duas vezes quando quero adiro, peço... 

Sou o avesso a certas regras impostas 

Onde inermes são os que se arcam. 

Sou brandura. 

Irremediavelmente pronto a ceder. 

Sou grácil, quebro a toa, mas sou teimoso. 

Conserto-me, remendo, emendo colo, costuro... 

Sou fecundo... 

Não me peça pra alterar-me... 

Eu sou assim.

 

seuanjodasnoites

sinto-me:
publicado por natydocura às 19:20
link do post | comentar | favorito

AMOR PROIBIDO

 

 

 

 

AMOR PROIBIDO

Um dia eu te conheci...
E sem querer eu percebi
Uma lágrima a rolar...
Era o meu coração
Que por ti estava a chorar.

E o meu coração aflito...
Num pulsar acelerado,
Brotava lágrimas de amor...
Ele estava apaixonado.

Mas, amar-te não podia...
Pois sentiu que esse amor
Que de repente havia nascido,
Era um amor proibido.

O teu coração já não tinha espaço...
Pois já estava ocupado...
Sentiu que foi rejeitado...
Meu pobre coração enlutado!

E as lágrimas que caíam...
O meu peito iam banhando...
Ví que não tinha sentido...
Chorar tanto por um amor...
Que prá mim.... é proibido.

publicado por natydocura às 17:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 29 de Maio de 2014

SUÍTE DE MOTEL

 

 

 

 

 

 

 SUÍTE DE MOTEL

 

 

Eu e Tu

Numa suíte de motel...

Santuário onde daremos vazão

As nossas mais alucinantes fantasias.

Delírios, gemidos, sussurros risos, mordidas,

Buriladas e néctares alucinantes.

Tudo testemunhado por luzes negras, espelhos,

Músicas, sauna, canal erótico.

Roupas espalhadas pelo chão.

Suíte de motel palco do prazer a dois

Altar de grandes promessas e juras de amor

Suíte de motel...

Cúmplice das nossas loucuras

Testemunha muda dos nossos delírios de prazer

Protagonista da nossa intimidade

Expectador que se encanta em aplauso em silêncio

Todos os nossos delírios de amor.

Suíte de motel...

Parceira discreta de tudo o que é feito em nome do amor!

 

Ney Odelo

Seuanjodasnoites

 

publicado por natydocura às 18:25
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Maio de 2014

Estar na sua vida...

 

 

Estar na sua vida...

Quero estar na sua vida

Mas nem amiga, nem amante
Nem tão perto, nem distante
Quero na sua vida ser somente importante
Não interessa por qual porta eu entre
Quero entrar na sua vida docemente
Me instalar delicadamente
Quero estar na sua vida
Esteja ela alegre ou conflitante
Tranqüila ou angustiante
Quero ficar na sua vida por um longo tempo
Estar presente em todo momento
Quero te guiar sempre que você achar
Que está difícil de enxergar
E toda vez que as lágrimas quiserem brotar
E que você não conseguir secar
Quero estar na sua vida de um jeito diferente
Nem de costas e nem de frente
Caminhando lado a lado
Num silêncio acomodado
Aberta para ser pra você
Seu sol e seu entardecer
Sua noite e seu amanhecer
Quero estar na sua vida, discreta.
Mas sempre com a porta aberta
Sempre pronta pra lhe receber
Faça chuva ou faça sol dentro de você
Quero ser na sua vida, eterno
Mas nunca lhe prender, nem lhe pertencer
Nem lhe escravizar, nem lhe fazer sofrer
Quero estar na sua vida daquela maneira
Que sonhamos ser possível a vida inteira
Sem cobranças, sem vinganças
Sem grandes metas
Viajando apenas numa reta
Somente presente... eternamente!
publicado por natydocura às 16:30
link do post | comentar | favorito

EU TE AMO

 

EU TE AMO

 

Ah, se já perdemos a noção da hora

Se juntos já jogamos tudo fora

Me conta agora como hei de partir


Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios

Rompi com o mundo, queimei meus navios

Me diz pra onde é que inda posso ir


Se nós, nas travessuras das noites eternas

Já confundimos tanto as nossas pernas

Diz com que pernas eu devo seguir


Se entornaste a nossa sorte pelo chão

Se na bagunça do teu coração

Meu sangue errou de veia e se perdeu


Como, se na desordem do armário embutido

Meu paletó enlaça o teu vestido

E o meu sapato inda pisa no teu


Como, se nos amamos feito dois pagãos

Teus seios inda estão nas minhas mãos

Me explica com que cara eu vou sair


Não, acho que estás só fazendo de conta

Te dei meus olhos pra tomares conta

Agora conta como hei de partir

Chico Buarque
tags:
publicado por natydocura às 16:09
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Maio de 2014

De Longe Te Hei-de Amar

 

 

 

 

De longe te hei-de amar
- da tranquila distância
em que o amor é saudade
e o desejo, constância.

Do divino lugar
onde o bem da existência
é ser eternidade
e parecer ausência.

Quem precisa explicar
o momento e a fragrância
da Rosa, que persuade
sem nenhuma arrogância?

E, no fundo do mar,
a Estrela, sem violência,
cumpre a sua verdade,
alheia à transparência.

 

Cecília Meireles,

tags:
publicado por natydocura às 18:44
link do post | comentar | favorito

.A minha terra

Montemor-o-Novo tem construído o presente e projectado o futuro ancorado no seu passado histórico, rico de memórias. Aí cimenta a sua identidade e é patente a sua força e diferença face a todos os outros lugares do Mundo. Uma identidade que afirma a sua presença ao Alentejo, região em que o Homem moldou e soube manter ao longo dos tempos uma "linguagem", uma cultura, uma arquitectura, única no país e na Europa. Outro mundo, outro ritmo. Unidos por uma forte vontade colectiva de progresso, eleitos e população, têm vencido atrasos ancestrais, tendo vindo a construir um concelho de apetecida qualidade de vida, de activa dinâmica comunitária, de apego a valores democráticos e de justiça social, de prestígio nacional e internacional. Montemor-o-Novo, no que do Poder Local depende, está a dar um salto qualitativo no seu desenvolvimento. Uma visível mudança positiva tem vindo a inscrever Montemor no futuro. As nossas inovadoras Piscinas Recreativas, o seu magnífico Parque Urbano, o ímpar Parque de Exposições, realizações por excelência que projectam Montemor, surgem no topo de um vasto programa autárquico centrado na melhoria das condições de vida dos montemorenses e da valorização da cidade e do concelho. Muito se tem feito nestes últimos 25 anos de exercício. Destacamos um pouco do muito feito: o enorme sucesso da política municipal de urbanismo e apoio à habitação, o aumento contínuo de investimento nos arruamentos e caminhos, no abastecimento de água e saneamento, na imagem urbana, na higiene e limpeza e na iluminação; o marcante programa de acção social onde pontifica o salto no apoio a reformados, idosos e deficientes; o ambicioso plano ambiental; as acções de apoio ao desenvolvimento económico; a qualidade, relevância e prestígio da política sócio-cultural e desportiva; o enorme reforço do apoio às instituições e iniciativas locais incrementando as actividades e dinâmicas concelhias; a descentralização para as freguesias, a defesa da regionalização e da democraticidade do Poder Local; a gestão democrática e participada pelas populações. No entanto, sabemos que os problemas estruturais que se sentem no nosso concelho, à semelhança de tantos outros no Alentejo, não dependem das autarquias nem da vontade das populações. Dependem de políticas do poder central que contínua a esquecer o interior. Daí que saibamos que para resolver os principais problemas (saúde, emprego, investimento, diversificação da base económica, etc.) é fundamenta l uma nova política nacional de desenvolvimento regional. Por isso, para além da disponibilidade de colaboração com o Poder Central é indispensável uma forte acção reivindicativa, que em Montemor já deu os seus frutos, como é o caso da construção da Barragem dos Minutos ou de mais e melhores instalações para os idosos, mas há que continuar e reforçar as reivindicações ao Poder Central, para que outros projectos, necessários a Montemor, se concretizem. Uma enorme contradição percorre hoje as sociedades humanas. Por um lado, uma enorme e crescente capacidade para produzir riqueza. Por outro lado, uma igualmente enorme e crescente desigualdade social decorrente da apropriação daquela riqueza por uma pequena elite à escala mundial e também à escala nacional. Estamos profundamente convictos que é possível e desejável lutar por uma sociedade onde aquele imenso potencial sirva a generalidade da população. Estamos profundamente convictos que esse é o caminho que honrará a história e a memória do Alentejo e do seu povo, que esse é o caminho para um futuro de dignidade para todos.

.mais sobre mim

.naty


Get a scroller sign at http://www.glitteryourway.com

.RELÓGIO

.CALENDARIO

.links

.tempo em lisboa

The WeatherPixie

.tags

. todas as tags

.voltem sempre ...deixem o vosso comentario.POR E-MAIL OU POR AQUI MESMO..

Counter
Caixa Postal

.Ouve a rádio sonho comanda a vida

.BEM VINDOS

Generate Your Own Glitter Graphics @ GlitterYourWay.com - Image hosted by ImageShack.us

.pesquisar

 

.pergunta


Pergunta?
o que acham do meu cantinho?
bom
muito bom
razoavel
mau
pessimo

Resultado Parcial

.arquivos

. Março 2016

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Agosto 2012

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

.A minha preferida

blogs SAPO

.subscrever feeds